Comunicado de Imprensa

FAO apoia arranque da campanha agrícola com entrega de kits de agricultura a 50 mil produtores que participam nos programas de formação

16 setembro 2021

Com a entrega a FAO pretende apoiar os pequenos agricultores e cooperativas a prosperarem na nova campanha, contribuindo assim para a segurança alimentar das famílias rurais angolanas.

Legenda: A Representante FAO e o Ministro da Agricultura e Pescas na entrega simbólica de uma motorizada "kaleluia" a uma cooperativa de mulheres na localidade de Masseca, município Cuito Cuanavale, província do Cuando Cubango.
Foto: ©FAOAngola/C.Marinheiro

Cuito Cuanavale, 16 de Setembro de 2021 – No contexto do arranque da nova Campanha Agrícola 2021- 2022 em Angola, a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), apoia os agricultores familiares e as cooperativas agrícolas de mulheres e jovens empreendedores com a entrega de cerca de 1 500 kits agrícolas, no valor total de aproximadamente 1,5 milhões de dólares, e um alcance estimado de 50 mil produtores.

A Representante da FAO em Angola, Gherda Barreto, participou hoje no acto central de arranque da Campanha Agrícola no Cuito Cuanavale, na província do Cuando Cubango, junto ao Ministro da Agricultura e Pescas, António Francisco de Assis, onde fez uma entrega simbólica de kits agrícolas a cooperativas. A Representante da FAO salienta que com esta entrega a FAO pretende apoiar os pequenos agricultores familiares e as cooperativas de mulheres e jovens agro-empreendedores a prosperarem nesta nova campanha, contribuindo assim para a segurança alimentar das famílias rurais angolanas.

Foto: ©FAOAngola/C.Marinheiro

O conteúdo dos kits da FAO e respectiva entrega será feita de acordo com as necessidades identificadas, sendo agrupados de acordo com as seguintes categorias: “Combate à Seca”, “Mulheres Empreendedoras”, “Jovens do Agronegócio”, “Escolas de Campo Resilientes”, “Reforço da Nutrição”. Por exemplo o “Kit de Combate à Seca” é composto por sistemas de irrigação com motobomba, mangueiras, tanques de depósito de água, sementes de milho, massango e feijão, blocos de sais minerais para o gado, produtos veterinários para tratar de animais. O “Kit Mulheres Empreendedoras” inclui motos “kaleluias” para o transporte de produtos, moageira para transformação em farinha e também tanques de irrigação e conservação de água das chuvas, sementes de cereais e hortícolas (tomate, melancia, cenoura, beringela, etc). O “Kit Escolas de Campo Resilientes” tem painéis solares portáteis e diversas fruteiras (mangueiras, limoeiros, ameixoeiras, etc), para além de propágulos de batata-doce, galinhas e produtos veterinários para tratamento de animais. De salientar é o facto de todos os kits serem reforçados por formações aos agricultores sobre como utilizar cada material/produto. Todos os kits incluirão também enxadas e catanas, e barras de sabão, no contexto da prevenção da COVID-19. 

Foto: ©FAOAngola/C.Marinheiro

Na ocasião, a Representante da FAO em Angola, Gherda Barreto destacou a importância dada pelo Executivo angolano, através de vários Ministérios, à agricultura familiar e à valorização desta actividade como factor essencial para a diversificação da economia e aumento da produção nacional.

Com esta deslocação ao Cuando Cubango, Gherda Barreto aproveitou para reunir-se com o Governador da província, Júlio Marcelino Bessa, para juntos explorarem oportunidades de parceria para fomentar a agricultura familiar na província, bem como projectos de agronegócio e iniciativas ligadas à preservação do meio ambiente. Gherda Barreto visitou também cooperativas do Cuando Cubango que participam no projecto AgroPRODESI, uma iniciativa do programa PRODESI, em parceria com o Ministério da Economia e Planeamento.

Foto: ©FAOAngola/C.Marinheiro

FAO apoia arranque da campanha agrícola com entrega de kits de agricultura a 50 mil produtores que participam nos programas de formação

Catia Marinheiro

Catia Marinheiro

FAO
Oficial deComunicação

Entidades da ONU envolvidas nesta atividade

FAO
Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura

Objetivos que apoiamos através desta iniciativa